Produto adicionado com sucesso!
Produto removido!

Os chineses já usavam pipas para transportar cargas em embarcações. Depois, os americanos desenvolveram um sistema para puxar carroças e, migrando para os esportes, pipas rígidas começaram a ser utilizadas para canoas, esquis aquáticos, patins e outros.

O suíço, Andréas Kuhn, entre os anos 70 e 80, foi quem chegou mais perto do Kitesurf que conhecemos hoje em dia. Ele usou uma vela de parapente e prancha similar à de wake para surfar sobre a água, com direito a saltos televisionados e tudo. O maior problema, neste caso, era como redecolar a pipa quando ela caía na água.

É aí­ que entram os irmãos franceses, Bruno e Dominique Legaignoux. Em 1984/85, os dois irmãos que já praticavam windsurf, navegavam e surfavam, desenvolveram uma pipa com a estrutura inflável, o que permitia deixar a vela sempre ?armada?.

Os Legaignoux patenteiam a ideia e as pipas começam a ser produzidas e comercializadas em 1993. E então, o francês e windsurfista, Manu Bertin, chega em Maui, Havaí­, com os kites infláveis e comec?a a revoluc?ão. Em 1998, lá no Havaí­ mesmo, rolou o 1º Campeonato Mundial, com as modalidades Wave, Slalom e Longa Distância. Robby Naish foi um dos destaques na competição.

Nos anos seguintes, várias competições aconteceram, até que em 2000 foi criado o primeiro Circuito Mundial do Esporte, o Kiteboard Pro World Tour. As etapas viajaram por vários paí­ses como: Franc?a, Cabo Verde, República Dominicana e terminou onde?! No Brasil! Mais precisamente na praia da Barra da Tijuca, Rio de Janeiro. Em 2001, foi fundada a ABK - Associação Brasileira de Kitesurf, a qual promoveu o primeiro Campeonato Brasileiro do esporte realizado em Araruama, RJ. Os vencedores foram Marcelo Cunha e Daniela Monteiro.

A ní­vel mundial, atualmente, duas instituições estão a frente da organização dos eventos esportivos nas diferentes modalidades do kitesurf: International Kiteboarding Association - IKA e Global Kitesports Association - GKA.

O esporte está em uma crescente geométrica e ganha muita popularidade entre entusiastas, esportistas, amantes da natureza e do vento. É importante saber que a melhor forma de praticar o esporte é tendo aulas, a prática não é fácil e exige muito de quem pratica. Não aprenda sozinho, pode não ser seguro!

Tendo aulas até o estágio em que você pode se firmar sobre a prancha, permitirá construir a confiança com sua habilidade e seu equipamento. As aulas permitem que você fique seguro na água e aprenda truques e dicas que podem salvar sua vida. Tudo começa com a lição em terra, onde o iniciante aprende o controle da pipa e que a chave é manter o olho no céu sobre o arco de 180 graus chamado de ?janela de vento kitesurf?. Depois disso, aprender como seu corpo é arrastado faz parte do aprendizado antes mesmo de subir na prancha. Voar a pipa perto da água, mantendo a cabeça baixa e as pernas juntas. Isso transforma o seu torso em um leme, arrostando-o contra o vento.

Só após esses procedimentos, você terá sua iniciação na água, aprendendo a angulação para a prancha e como manter a asa pairando na posição correta. Nessa fase você utilizará todo aprendizado em terra ao dirigir seu peso através de seus quadris, pernas e pés. Ficar em pé, mergulhar a pipa para acelerar e entrar em modo de velejar serão os próximos passos das suas aulas, nesse momento a diversão será ainda maior, pois você colocará todo o conhecimento teórico em prática e começará o aumento no seu nível de experiência.

Você provavelmente já ouviu entusiastas dos esportes aquáticos falando sobre o tempo, se o vento vai ser bom amanhã, na próxima semana ou no próximo mês. Existem vários sites confiáveis dando as previsões. Isto significa que você pode estar sentado em sua mesa um minuto e na estrada a próxima caça as condições perfeitas. Ter conhecimento sobre clima é uma das ferramentas de sucesso nesse esporte.

Pesquise sites e experimente as informações para definir qual será seu guia favorito. Claro que pode haver fortes oscilações entre as previsões e a real situação no local. Uma vez que você vai a um local para prática, a familiarização com as situações climáticas será natural. Nunca se esqueça, se você frequenta uma praia movimentada e não há ninguém na água, provavelmente isso não é um bom sinal. Novamente, boas instruções vão ensiná-lo a ler as condições corretamente. Quanto a sair sozinho, não há certo ou errado nessa questão, assim você terá que tomar a decisão por si mesmo em torno de seu nível de confiança, essa é uma das dicas de kitesurf para iniciantes. Mais uma vez se você seguir as aulas de kitesurf passo a passo, você será muito mais confiante em seu equipamento e, portanto, mais propensos a ser feliz ao entrar na água sem supervisão. Sua pipa deve ser apropriada para o vento e para suas habilidades.

O melhor conselho que podemos dar é que quando você achar que está pronto chame alguns amigos que praticam kite e se reúnam para uma sessão. Dessa forma, se você ficar em apuros pode sempre pedir ajuda ou apenas obter alguns conselhos ficar de pé e voar.

Sempre fazer uma avaliação da área em que irá praticar kitesurf. Ter uma atenção especial a variações de relevo próximas a água que podem causa turbulências no vento e criar correntes de ar ascendentes e rajadas perigosas. Quando se pensa em dicas de kitesurf para iniciantes uma das grandes questões que passam pela cabeça dos esportistas é o equipamento completo para kitesurf e a primeira coisa a procurar é uma pipa com boa estabilidade, velocidade de rotação moderada, excelente unidade contra o vento e com maior amplitude de vento possível.

A prancha pode te ajudar em manobras sensacionais. A questão seguinte a ser abordada é como escolher o tamanho do kitesurf? Você tem que escolher a prancha e a pipa que se encaixem ao seu peso, altura e nível de experiência. E diante disso, fica mais complicado querer investir logo de cara no equipamento. Uma ótima maneira de economizar dinheiro na compra de equipamentos de kitesurf é praticar bem e com diferentes tipos de equipamentos que seu instrutor possua. Após ter total conhecimento do esporte e medindo o seu nível de experiência, fica muito mais fácil e barato fazer o investimento nos equipamentos corretos.

Com a crescente do esporte existem algumas coisas que os praticantes devem saber. Não há dúvidas de que o kitesurf ainda está em sua infância e crescendo rapidamente. Locais de kitesurf como Cabarete que costumavam ter apenas 10 kiters na água agora tem centenas, e sem regras, essas áreas lotadas podem se tornar perigosas rapidamente. As boas maneiras no kitesurf não só tornam mais fácil o velejo em águas lotadas; elas tornam esse esporte extremo muito mais seguro de forma geral. Um kiter que não respeita as regras de prioridade é um kiter irresponsável e perigoso, e ninguém quer ser essa pessoa.

Mas você deve estar se perguntando, quais são as boas maneiras ou regras de prioridade do kitesurf? Nada mais são do que uma lista de 8 regras. Para ajudar a manter isso claro, vamos listar as regras de forma concisa. Se você está passando a barlavento (upwind), mantenha seu kite ALTO (up). Se você está passando a sotavento (downwind), mantenha seu kite BAIXO (down). Quando dois kiters estão velejando na mesma direção, o kiter mais rápido deve dar preferência para o kiter mais lento a sua frente.

O kiter surfando uma onda tem preferência sobre um kiter saltando ou indo na direção oposta. Quando dois kiters estão na praia ao mesmo tempo, um se preparando para entrar na água e outro para baixar o kite, ambos procedem mantendo uma distância segura um do outro. O kiter na praia entrando na água tem preferência sobre o kiter vindo da água. O kiter a boreste (estibordo - kite do lado direito) tem prioridade sobre o kiter vindo na direção oposta e deve manter seu curso e velocidade para permitir que o outro kiter desvie dele.

Deve ser dada prioridade a outros usuários do oceano e da praia. Kiters devem passar a sotavento (downwind) deles. Para saltar, um kiter deve ter uma área livre de segurança de pelo menos 50m a sotavento (downwind) e 30m a barlavento (upwind).

Gostou desse conteúdo? Confira nosso blog completo para ver mais! Acesse o Barco Novo e confira nossos produtos para sua embarcação.

Tecnologia
iSET - Plataforma de E-commerce para criar loja virtual
Plataforma de E-commerce para criar loja virtual