Produto adicionado com sucesso!
Produto removido!

A terminologia náutica faz referência ao estado dos ventos, às correntezas do mar, à construção naval e à posição das estrelas. Obviamente, a estrutura e as partes de uma embarcação também têm uma terminologia específica. As partes que compõem o casco de uma embarcação possuem nomes diferentes. A parte frontal, por exemplo, é chamada de proa. As laterais são chamadas de bombordo (lado esquerdo) e boreste (lado direito).

Já a traseira da embarcação leva o nome de popa. Já a palavra popa vem do latim puppis e se refere à parte traseira da embarcação. Popa ou ré, é uma das partes que compõem o casco de uma embarcação e pode ter características diferentes, dependendo de cada barco, lancha, navio, veleiro, entre outros. Por isso, existem diferentes tipos de popa para atender às necessidades de cada modelo de embarcação.

O termo é erroneamente utilizado para falar de forma genérica de toda a parte da embarcação que vai de meia-nau até a popa. Mas na verdade, há uma parte específica da embarcação que é de fato a popa. Em todo caso, é importante destacar que a popa tem um papel muito importante na navegação. Por ser a parte traseira da embarcação, ela tem o papel de auxiliar nas manobras, principalmente nos movimentos gerados pelo leme e da roda do leme.

Por razões funcionais a popa sempre foi a localização do aparelho de manobra do navio, em especial do leme e da respectiva roda do leme, que antes do desenvolvimento das tecnologias de movimento hidráulico não podiam ser manobrados de muito longe. Como esta é a área do barco que tem menor movimentação, era o espaço favorito para acomodar o capitão e os oficiais. Com o passar do tempo, a popa do barco passou a ter janelas decorativas e itens mais ostentativos, sendo, em alguns casos, conhecida como castelo de popa.

A guerra, contudo, fez com que os capitães notassem que a popa era a área mais vulnerável da embarcação, assim, o espaço deixou de ser tão requintado. Se, antigamente, a popa era usada como espaço destinado a alojamento, hoje é uma área destinada à recreação. Nos navios e cruzeiros, é nesse espaço que estão situados os restaurantes, as áreas de recreação e as piscinas, pois a popa é a parte do barco que menos se movimenta e menos sofre com os ventos gerados pelo deslocamento do navio.

Em barcos menores, como lanchas, é possível encontrar áreas gourmet, com churrasqueira, adega e outros atrativos. Também pode ser o espaço destinado para tomar sol e até há modelos com um deck próprio para que os tripulantes possam mergulhar.

Importante

Tradicionalmente é também à popa que se coloca a bandeira de registo do navio (embora durante a navegação esta possa ser movida para o mastro principal) e se inscreve o nome e porto de registo da embarcação. Os antigos navios tinham à popa, sobre a bandeira, uma lanterna, por vezes de grandes dimensões e grande valor decorativo (hoje substituída por uma simples lâmpada de sinalização sobre a bandeira).

Quais são os tipos de popa?

A popa é uma estrutura da embarcação que pode ter diferentes formatos e características, pois não precisa seguir um padrão específico. Por exemplo, os navios cargueiros costumam ter uma popa quadrada. Já os veleiros podem ter popa afilada.

Popa plana: como o nome sugere, é uma popa do tipo plana, muito comum em lanchas, barcos de pesca, entre outras embarcações.
Popa quadrada: essa popa possui um design quadrado, literalmente. É muito comum ver esse tipo de popa em grandes navios cargueiros.
Popa afiada: é o tipo de popa que possui um afilamento, formando uma espécie de bico. Esse tipo é mais comum em barcos de pesca, veleiros, entre outras embarcações.
Popa de canoa: tem o design clássico de uma canoa, por isso, é muito comum em barcos que tem características semelhantes a uma canoa.
Popa de espelho: esse é um modelo bem peculiar, pois possui a parte superior plana e a parte inferior afunilada. Pode ser encontrada em diversas embarcações.

Antigamente, quando os barcos não tinham motor, a popa era fundamental para garantir estabilidade e facilidade na hora de manobrar a embarcação, respondendo diretamente aos movimentos do leme. Hoje, os barcos são equipados com motores e sistemas hidráulicos, além de outras tecnologias que facilitam a realização de manobras, independentemente do formato da popa.

Gostou desse conteúdo? Confira nosso blog completo para ver mais! Acesse o Barco Novo e confira nossos produtos para sua embarcação.

Tecnologia
iSET - Plataforma de E-commerce para criar loja virtual
Plataforma de E-commerce para criar loja virtual